domingo, 4 de outubro de 2015

4 de Outubro - Dia Nacional de Adotar um Animal

As civilizações foram se sucedendo, muitos hábitos, costumes foram se alterando, mas o abandono de animais atravessou o tempo e continua a ser praticado.

Dia Nacional de Adotar um Animal

A conscientização, união e o conhecimento são as armas lícitas de luta que devemos utiliza-las, de maneira que seja possível conquistar espaços e garantir as mudanças que almejamos ver na sociedade.

O abandono de um animal é um ato cruel e degradante, demonstração clara, de falta de caráter e incapacidade para assumir compromissos, e caracteriza-se num crime.

Para fortalecer o conceito de que cada cidadão deve ser responsável pelo seu animal, a Fundação Animal Livre apoia esta campanha educativa , que visa comemorar no dia 4 de outubro , o Dia Nacional de Adotar um Animal, através da qual é possível estabelecer uma mobilização em prol do direito dos animais.

É um convite para que aconteça um amplo debate, na tentativa de trocar o problema do abandono pela oportunidade da adoção responsável. Além disto, esta iniciativa presta uma justa homenagem á São Francisco de Assis , um exemplo de protetor dos animais, que nesta oportunidade tem seus princípios e valores ressaltados.

O grande desafio dos centros urbanos que visam a melhoria da qualidade devida enfocando a ética, é conseguir implantar e fortalecer a idéia, de que o bem estar animal não pode mais ser considerado como um ato de caridade e sim como uma obrigação legal, por isto é preciso incentivar as atitudes voltadas para promover as boas ações em prol dos animais e não simplesmente acreditar que com esmola é possível amenizar este grave problema.

Para mudar a sociedade é preciso que as pessoas mudem individualmente e, acreditem que com esta postura estarão caminhando na direção certa, aprimorando a conduta moral no que diz respeito ao relacionamento com os animais.

A população de pequenos animais, que vivem e sobrevivem , em relação direta com as condições do meio ocupado pelo homem, não podem continuar sendo abandonados. Esta situação requer a urgência de unir esforços da comunidade, para que se obtenha o controle de natalidade, enfatizando a necessidade de sensibilização da população sobre a posse e responsabilidade dos animais de estimação.

Comemorado pelo 13o.ano consecutivo, o Dia Nacional de Adotar um Animal, já conseguiu através de iniciativas individuais e do apoio de entidades sérias, um resultado surpreendente, ocorreram muitas adoções e aproximação de muitas pessoas á causa dos animais.

A defesa do direito dos animais se faz estimulando a cidadania, o desejo de fortalecer a responsabilidade social , e não apenas como um ato filantrópico. Precisamos combater a causa e não ficar se preocupando apenas em controlar as consequências. É preciso estimular a idéia que a proteção dos animais se faz através da conscientização, ou seja , é preciso aprender a trocar o D de Doação pelo B de Boa ação.

Através de esmolas , jamais veremos os animais sendo respeitados na sociedade , é preciso incentivar as atitudes coerentes e responsáveis para conseguir valorizá-los e garantir-lhes uma condição de vida digna.

O engajamento das escolas, nesta campanha em defesa dos direitos dos animais, também tem um papel relevante, pois permitirá que as crianças passem a trazer consigo um compromisso ético para com o estes seres indefesos, combatendo as atitudes do comportamento agressivo, criando uma sociedade melhor para todos.

Esta nas mãos de cada um, que se dispõe a ajudar os animais a possibilidade de encontrar a solução, se souber compartilhar suas idéias, estimulando a posse responsável e o controle de natalidade.

Nesta causa não existe vencer, mas sim convencer seus semelhantes a serem mais sensíveis e unidos em prol dos animais.

Colabore , participe , faça a diferença:

- Divulgando esta proposta para seus amigos, nas escolas, nas igrejas, enfim ecoando no coração das pessoas. Através de cartazes confeccionados com muito carinho e criatividade, voce podera divulgar em vários locais públicos, clinicas veterinárias e pet shops , que 4 de outubro é o Dia Nacional de Adotar um Animal.

-Cada aliado que se disponha ajudar, será sempre uma grande conquista e aumentará a possibilidade de diminuirmos o número de animais abandonados.

- A sua entidade poderá realizar eventos de manifestação de apoio e assim, fortalecer a sua participação neste processo de valorização e respeito ao animal na sociedade.

Fonte: dianacionaldeadotarumanimal.blogspot.com.br

 

Dia Nacional de Adotar um Animal
Vininha F. Carvalho (*)

Todo mundo consegue fazer a diferença como um protetor dos animais, mas a dúvida é: como? Algumas posturas, que podem e devem ser adotadas em seu dia-a-dia tornarão suas atitudes produtivas. A vontade de ajudar nos impulsiona a levantar e ir a luta, não esperando apenas que as oportunidades cheguem até nós. Nos permite tomar iniciativas criativas e sensatas , compreender que a responsabilidade social é algo que precisa ser desejado e conquistado. A defesa do direito dos animais se faz estimulando a cidadania.

Agregar valores é uma proposta de aprendizado, é sinônimo de fortalecer e crescer. O dia 4 de outubro, é dedicado a São Francisco de Assis, o verdadeiro protetor dos animais. Não consigo vislumbrar, um dia melhor que este, para aproximarmos as pessoas dos princípios que envolvem a adoção responsável dos animais abandonados domésticos. O objetivo desta data, é permitir que as pessoas se envolvam com a causa dos animais, mantendo um contato próximo com os problemas mais viáveis de serem solucionados. A partir daí elas serão aos poucos envolvidas, e num processo natural de evolução, irão buscando resolver problemas mais complexos, que necessitam de conhecimentos mais aprofundados.

Precisamos conscientizar. Mostrar que o problema dos animais abandonados tem solução, que isto não está relacionado diretamente com a existência deles , por isto eliminá-los não resolve nada, precisamos sim, alterar a maneira que o ser humano os vê dentro da sociedade.É preciso mudar as atitudes para rever os conceitos.Eles são regidos pelas leis da natureza, onde lhes é concedido o direito á vida. O ser humano, criou tantas leis, que hoje esta perdido na sua essência. A partir do momento que as pessoas começarem a compartilhar riquezas interiores , aprendendo a SOMAR , tudo começara a mudar.

Analisando a "magia"escondida na palavra SOMAR, se invertermos as letras ficará RAMOS, que significa subdivisão do caule da árvore. São Francisco de Assis, representa aqui a árvore, a seiva, e o Dia Nacional de Adotar um Animal é um dos ramos, que irá florescer nos corações sensíveis, permitindo que os frutos sejam colhidos por todos que merecem cuidar da semente, gerando raízes profundas , possibilitando que os animais desfrutem de uma condição digna de vida na sociedade.

Adotar um animal exige responsabilidade do dono e um compromisso com a vida deste ser indefeso. O abandono precisa ser encarado como um ato desprezível.O trato dispensado ao animal caracteriza o perfil do caráter da pessoa que o adotou.

Eu idealizei esta data, que esta sendo comemorada pelo 9º. ano consecutivo, para incentivar a adoção dos animais abandonados. Existem muitos animais abandonados à espera da oportunidade de serem adotados . Uma chance de encontrar um lar , onde encontrará carinho e segurança . O Dia Nacional de Adotar um Animal, propõe que a adoção, seja vista como uma opção na hora de adquirir um animal, sem preconceitos. Neste dia também precisamos fazer um trabalho de conscientização, ressaltando a importância da posse responsável e da castração, como uma maneira de garantirmos o bem-estar dos animais.

Os protetores independentes e as entidades poderão neste dia realizar eventos de manifestação de apoio aos princípios da adoção e da posse responsável, e assim, marcar a sua participação neste processo de valorização do animal na sociedade.

Participe do Prêmio " Uma Boa Iniciativa Mobiliza" , mais informações: ( www.animalivre.org.br)

4 de outubro - Dia Nacional de Adotar um Animal

Plante a semente da caridade e colha os frutos do amor!
(*) Vininha F. Carvalho é ambientalista e presidente da Fundação Animal Livre.

Fonte: www.qualinter.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Followers